5 plantas para dar um ar “retrô” em seu jardim




Quem é que não se lembra da casa da avó da gente ou de algum parente do interior que íamos visitar nas férias da escola? Quintal grande na parte de trás do terreno com piso de mosaicos vermelhos. No jardim, aquele bebedouro de plástico pendurado nas vigas de madeira para os pássaros matarem a sede e uma grande área verde, vistosa, cheia de vida pelas plantas que eram figurinhas marcadas em quase todas as casas da rua. Já bateu a saudade aí, né? Não fique apenas na saudade. Aprenda, hoje, com a Método Paisagismo, a escolher as plantas certas para dar o conceito “casa da vovó” para seu jardim.


● Tudo que é bom, volta


Já parou pra pensar que, para tudo no mundo, existe uma tendência? Passando pela arquitetura, moda, carros, penteados, decorações, cores, profissões e até mesmo nomes para darmos aos nossos filhos. Por que com as plantinhas e jardins seria diferente, não é mesmo?


Você, com certeza, já ouviu a expressão “vintage”, né? Pois é, vamos te contar tudo sobre aquelas plantas que já estiveram ‘na moda’ em épocas passadas, mas que estão voltando com tudo para embelezar seu jardim e trazer todo o conceito desejado para seu ambiente.


● Tipos de plantas “antigas” perfeitas para seu jardim


Begônias: Sendo uma das plantas mais cultivadas no mundo todo, elas são figurinhas marcadas nos jardins da avó da gente. As begônias contam com uma família de mais de mil espécies com as mais diferentes folhagens e flores. A begonia rex, por exemplo, gosta de ser cultivada em vasos de cerâmicas e/ou plástico, tendo sua rega feita com a terra já seca

a cada 3 ou 4 dias.


Margaridas: Plantinha muito comum, mas com todo o charme de um “jardim do interior”, as margaridas amam o sol. Por isso, deixe-as sempre mais próximas o possível das janelas e da luz. Elas gostam de terra argilosa e a rega tem que ser feita a cada 2 ou 3 dias, mas sem encharcá-la! Opte por regar com um borrifador.


Coléus: Ah, os coléus… um dos melhores presentes da natureza para nós! Com sua beleza exuberante e dotado de cores quentes, fortes e marcantes que quebram o verde de um jardim, eles atraem todos os olhares para si. Para mantê-las sempre vivas e arrancando suspiros, lembre-se de plantá-las em solo fértil e úmido. Assim como as margaridas, gostam de sol por, pelo menos, 4 horas por dia.


Samambaias: Uma planta “vintage” clássica e com jeito e ‘cara’ de casa de avó. Se você fechar os olhos, quase consegue imaginar sua vózinha subindo em um banquinho para regar aquela samambaia que está pendurada por um gancho no teto. Teve seu prestígio durante os anos 70 a 90. Agora, 30 anos depois, ela está voltando com tudo e vem forte nos

projetos dos mais variados arquitetos e designers. Essas plantinhas precisam de um solo bem úmido e nutritivo. Agora onde plantar, opte por um vaso em fibra de côco.


Caládios: Também chamadas de caladium, suas cores lindas e padrões são tão belos que parecem terem sido pintados à mão. Variando entre o verde, branco e o rosa, os caládios são plantas que chamam a atenção onde estiverem. Precisa de um solo fértil e enriquecido com bastante material orgânico para sua boa saúde. Durante o inverno, o caule e folhas do

caladium amarelam e caem para “adormecer” e, então, florescerem na primavera. Logo, se isso acontecer, não jogue fora, é normal. Mas muito cuidado, pois os caládios são tóxicos! Mantenha distância das crianças e dos bichos de estimação.


● Diferentes meios, mesmo fim


Embora na casa da vó da gente houvesse muito espaço horizontal com floreiras e mais floreiras, às vezes, os entusiastas mais modernos não dispõe dessa área toda. Então, se tiver lutando contra o seu apartamento e tiver que reduzir seu pequeno jardim retrô para o estilo vertical, não se preocupe. Nós vamos te ensinar o básico para montar um. Como todo bom jardim vertical, você vai precisar dispor de uma parede com uma estrutura para posicionar as plantas ou, então, usar jardineiras para pendurá-las, ficando, assim, mais uniforme e bonito. Se você ainda não tiver um sistema de irrigação automática, nós

recomendamos! Porém, se não tiver, no fundo de cada vaso, coloque sempre argila e pedrisco, pois além de impedir que a água fique pingando no chão, ainda preserva a hidratação do substrato.


Essas são apenas alguns pequenos exemplos das inúmeras opções disponíveis para montar seu jardim “vintage” com todo o amor, carinho, beleza e conceito que ele merece. Não se esqueça de compartilhar esse post com quem também é um entusiasta das decorações retrô. Ops! Esqueceu qual cuidado alguma plantinha precisa? Salve essa página nos seus favoritos para quando precisar - ou quiser - voltar aqui consultar nossas valiosas dicas. Agora, quer saber mais sobre o universo do paisagismo? Acesse nossas redes sociais pelo @metodopaisagismo e fique por dentro de tudo!

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags